Faculdade de Agronomia Itu, São Paulo

Faculdade de Agronomia em Itu. Encontre aqui telefones e endereços de instituições de ensino, faculdades e universidades em Itu que oferecem dicas e informações sobre Faculdade de Agronomia.

Faculdade Prudente de Moraes
(11) 4025-5586
Rua Professor José Benedicto Gonçalves 309
Itu, São Paulo
 
Ceunsp Sociedade Nossa Senhora Patrocínio
(11) 4013-9900
Rua Madre Maria Basilia 965
Itu, São Paulo
 
Faculdades Santanna de Salto
(11) 4028-1929
Avenida Tranquillo Giannini 801
Salto, São Paulo
 
Faculdade Nossa Senhora do Patrocínio
(11) 4021-0021
Praça Antônio Vieira Tavares 73
Salto, São Paulo
 
Faculdade Max Planck
(19) 3936-5650
Rua Zephiro Puccinelli 1281
Indaiatuba, São Paulo
 
Faculdade Filosofia Ciências Letras Nossa Senhora do Patrocí
(11) 4023-0547
Rua Madre Maria Basilia 965
Itu, São Paulo
 
Sociedade de Educação Nossa Senhora do Patrocínio
(11) 4028-8800
Praça Antônio Vieira Tavares 73
Salto, São Paulo
 
Ceunsp
(11) 4028-1936
Rua 9 de Julho 1760
Salto, São Paulo
 
Faculdade Max Planck
(19) 3894-6038
Avenida 9 de Dezembro 460
Indaiatuba, São Paulo
 
Anhanguera Educacional
(19) 3834-4738
Rua Cláudio Dal Canton 89
Indaiatuba, São Paulo
 

Agronomia

Você já pensou em cursar Agronomia? São as ciências e técnicas usadas para melhorar a qualidade e a produtividade de lavouras, rebanhos e produtos agroindustriais. O agrônomo envolve-se em praticamente todas as etapas do agronegócio - do plantio ou da criação de rebanhos à comercialização da produção. Ele planeja, organiza e acompanha o preparo e o cultivo do solo, o combate a pragas e doenças, a colheita, o armazenamento e a distribuição da safra. Cuida da alimentação, da reprodução, da saúde e do abate de animais. Também gerencia a industrialização, o armazenamento e a comercialização de alimentos de origem animal e vegetal. Além de acompanhar o dia a dia da produção no campo, ele desempenha funções em escritórios, informando-se sobre novas tecnologias e pesquisas científicas da área, calculando estoques e checando na internet a cotação dos produtos nas bolsas de valores internacionais. Outro possível campo de atuação é como representante comercial, quando divulga produtos ou demonstra o uso de suas tecnologias.O mercado de trabalhoO trabalho desse profissional nunca foi tão importante no agronegócio brasileiro em razão da preocupação crescente com o desenvolvimento sustentável. E o setor agropecuário brasileiro está em sua melhor fase de produção de grãos, abrindo muitas perspectivas para esse profissional, especialmente em empresas de semente e agroquímicos como Monsanto, Bunge e Cargill. "A nossa expectativa é que o egresso continue sem problemas para se colocar no mercado ainda por muitos anos, porque a economia do país não dá sinal de parar de crescer. E, com isso, aumentam os investimentos estrangeiros em todas as áreas, inclusive na agricultura, como já vemos na Bahia, Maranhão e Piauí", diz Luiz Antonio Augusto Gomes, coordenador do curso de Agronomia da Ufla, em Minas Gerais. A pecuária também absorve o profissional, que atua na produção, no manejo e na recuperação de pastagens. As vagas encontram-se, sobretudo, nas regiões mais avançadas em tecnologia agrícola, como Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo e noroeste de Minas Gerais. Outros empregadores para os agrônomos são os frigoríficos e empresas de alimentação animal. Com a expansão do setor agrícola no Centro- Oeste, no Nordeste e no Norte, pode haver oportunidades para pesquisa, em especial nas empresas estatais. No interior de São Paulo, destaca-se o trabalho com hortaliças. Já a intensificação do comércio internacional aumenta a demanda na área de gestão. Na indústria de equipamentos e produtos agropecuários, pode haver procura para a venda e orientação técnica para o produtor rural. Cresce o setor sucroalcooleiro, outro tradicional empregador. A necessidade de mão de obra especializada nessa área é maior no interior de São Paulo e nos estados do Centro-Oeste. O egresso que se decidir a fazer pós-graduação tem oportunidades em institutos de pesquisa, em pesquisa de inovação dentro de empresas e para dar aulas em universidades, pois é crescente o número de cursos na área de agronegócios. Salário inicial: R$ 3.060,00 (6 horas diárias; fonte: Crea-SP). O cursoOs dois primeiros anos mesclam matérias das áreas de ciências biológicas e exatas, como biologia, bioquímica, matemática, informática e estatística. Nos três anos seguintes, o forte são as disciplinas profissionalizantes, ministradas nas subáreas de engenharia rural, ciência do solo, agricultura e engenharia florestal, entre outras. Boa parte da carga horária é dedicada a aulas práticas em laboratórios e fazendas experimentais. O estágio é obrigatório, assim como o trabalho de conclusão de curso. Fique de olho: Algumas instituições oferecem licenciatura em Ciências Agrícolas e em Ciências Agrárias para formar profissionais para dar aula no técnico agrícola e treinar mão de obra em propriedades rurais e na agroindústria. Outras escolas criaram o curso de Agroecologia, focado na conservação e recuperação dos ambientes agrícolas, para atender à demanda por profissionais com formação voltada para o desenvolvimento rural sustentável, principalmente em pequenas propriedades. Duração média: cinco anos. Outros nomes: Agroecologia; Agronomia (ênf. em agroecologia); Agronomia (eng. agron.); Ciên. Agr.; Ciên. Agr. e Amb.; Ciên. Agrícolas; Eng. Agron.; Eng. Agron. (ciên. agron.). O que você pode fazerDefesa sanitáriaCombater pragas e prevenir doenças em lavouras e rebanhos.Economia e administração agroindustrialPlanejar e gerenciar as operações de distribuição e venda de produtos agrícolas. Coordenar programas de crédito rural para cooperativas e pequenos produtores.Engenharia ruralProjetar e supervisionar obras em propriedades rurais, como construções, nivelamento do solo, montagem de sistemas de irrigação e de drenagem.EnsinoLecionar em escolas públicas ou particulares de educação profissional ou em faculdades.FitotecniaAcompanhar o cultivo e a colheita de safras, buscando aumentar a produtividade por meio da seleção de sementes, do emprego de fertilizantes e adubos e do combate a doenças e pragas.Indústria e comercialização de alimentosSupervisionar e gerenciar a qualidade e a estratégia de preços de alimentos de origem animal e vegetal.Manejo ambientalExplorar racionalmente os recursos naturais, preservando o meio ambiente.Melhoramento animal e vegetalRealizar pesquisas e desenvolver técnicas visando à melhoria da produção.Produção agroindustrialGerenciar o processo de industrialização de produtos agrícolas, controlando a qualidade final da produção. Pesquisar novas tecnologias e produtos.SilviculturaRecuperar matas devastadas e cuidar do plantio e do manejo de áreas de reflorestamento. Preparar relatórios de impacto ambiental.SolosPreservar a fertilidade e controlar as propriedades físicas dos solos, prescrevendo seu manejo.ZootecniaControlar a produção animal, cuidando da alimentação, da saúde, da reprodução e da qualidade dos rebanhos.